Alerta 6/2023 - Aumento do número de casos de Doença dos Legionários em Portugal (29/11/2023)

Alerta 6/2023 - Aumento do número de casos de Doença dos Legionários em Portugal (29/11/2023)

Causas

Agente
Legionella pneumophila (Doença dos legionários)
Período
29 Nov 2023
a
decorrer
Região:
Portugal
Áreas de Interesse
Sangue
Atualizações

Data
Informação

Conforme referido na RONDA 46/2023, desde o início de novembro de 2023, tem vindo a ser reportado aumento do número de casos de doença dos Legionários notificados em várias regiões do país. De acordo com os dados do SINAVE, entre 01/10 e 27/11/2023, foram notificados 117 casos confirmados (+3) a aguardar resultados laboratoriais), incluindo 6 óbitos. Do total de 120 casos confirmados ou em investigação: 87 (72%) são do sexo masculino; a idade dos casos varia entre os 29 e os 97 anos, sendo a mediana de 67 anos. Dos casos reportados, 12 (10%) foram notificados como parte de um cluster e 3 (2 %) como casos importados. Registou-se uma diminuição do número de casos na semana 47, situação que continuaremos a acompanhar, para compreendermos a tendência real.

 

Uma imagem com texto, captura de ecrã, mapa

Descrição gerada automaticamente

Uma imagem com texto, captura de ecrã, diagrama, Retângulo

Descrição gerada automaticamente

 

 

Uma imagem com texto, diagrama, esboço, file

Descrição gerada automaticamente

 

A Rede de Saúde Pública das várias Regiões encontra-se a desenvolver a investigação epidemiológica e ambiental, de acordo com as normas e orientações da DGS. Até ao momento, não foram identificados os focos de infeção.

Tendo em conta o histórico de clusters anteriores, verificados em períodos homólogos, e considerando as condições climatéricas verificadas recentemente, com elevada temperatura e humidade, propícias à multiplicação desta bactéria ubíqua, a DGS alerta para a necessidade de reforço da deteção precoce de eventuais casos com suspeita clínica. Recorda-se ainda que, conforme Orientação n.° 020/7017 e Orientação n.° 021/7017 de 15/11/2017, da DGS, caso seja obtido um resultado laboratorial positivo em amostras biológicas ou ambientais, deverá ser garantido o envio dos isolados obtidos (amostras clinicas e ambientais) para o INSA - Laboratório Nacional de Referência de Legionela (Dr. Paulo Gonçalves: paulo.goncalvese@insa.min-saude.pt. tel. 217526226) e Laboratório de Microbiologia de Águas/Departamento de Saúde Ambiental (INSA Lisboa: Dra. Raquel Rodrigues; raquel.rodrigues@insa.min-saude.pt; tel. 217526483 / INSA Porto: Dra. Cristina Pizarro; Cristina.pizarro@insa. min-saude pr. 221100315).

Legionella pneumophila (Doença dos legionários)
Ações a tomar

Em presença de casos de Doença dos Legionários, considerando o princípio da precaução e a máxima segurança do doente,  reforçam-se  as seguintes medidas para a prevenção da transmissão da Legionella através da transfusão:

  • Os candidatos a dadores de sangue potencialmente expostos ao agente e que apresentem sintomas respiratórios agudos, devem ser suspensos por um período de 21 dias após o aparecimento dos sintomas
  • Os potenciais dadores de sangue com o diagnóstico da infeção devem ser temporariamente suspensos da dádiva de sangue e componentes sanguíneos por um período de 28 dias após recuperação.
  • Reforço da informação pós dádiva.
  • Reforço da hemovigilância pós transfusão.